Não cometa o mesmo erro: 3 grandes empresas de tecnologia que faliram por falta de inovação

10 de nov de 2020

I

Pare para pensar em quantas empresas que faziam sucesso no passado e hoje já nem existem mais. Este desaparecimento pode ter várias origens, mas muitas vezes, a falta de inovação foi o sintoma crucial para este fim.

Com os avanços tecnológicos e as mudanças de hábitos da sociedade, a expectativa do consumidor aumentou proporcionalmente à sua exigência. Com isso, o cliente espera, de alguma forma, novos produtos que atendam suas necessidades e melhorem seu cotidiano.

Portanto é natural que as empresas procurem inovar em seus produtos e serviços de alguma forma. Mas será que é sempre este o caso?

Revolucionar o mercado uma vez com um produto ou serviço, não significa ser o líder para sempre. Muitas empresas consolidadas pecaram ao acreditar que sua posição de mercado era privilegiada e que seus consumidores seriam fiéis à marca para sempre. Sabemos que a fidelidade a uma marca depende da maneira como o cliente a enxerga e vê o benefício que é concedido a ele. Ou seja, por mais fiel à marca que este cliente seja, se o valor de entrega já não é o suficiente, ele irá buscar por outras marcas.

Grandes empresas derrubadas pela inovação

  • Blackberry

A Blackberry, na década de 2000, conseguiu conquistar 50% do market share se tornando líder no segmento de smartphones. Em 2007 com a chegada de um forte concorrente, a Apple, e o lançamento de um produto que revolucionaria a indústria, o Iphone com tecnologia touch screen, não acreditavam que seu concorrente ofereceria riscos ou até que fossem ganhar o gosto do mundo empresarial, como a Blackberry. Porém, a Apple conquistou o gosto pessoal dos consumidores, roubando seu market share rapidamente.

Quando perceberam que a insistência no seu produto não os levaria a lugar nenhum, investiram em um novo projeto, porém não obtiveram o sucesso esperado, anunciando falência posteriormente. Hoje a marca tenta se reerguer com aparelhos que utilizam o sistema android.

  • MySpace

Com o acesso a internet cada vez mais acessível às pessoas, houve a demanda de poder se comunicar e compartilhar sua rotina na internet. Foi aí que o MySpace surgiu e se tornou a primeira grande rede social a viralizar nos Estados Unidos.

Porém, a falta de atualizações e novidades acabou fazendo com que os usuários não tivessem o mesmo engajamento de antes, principalmente após o lançamento do Facebook com diversas outras funcionalidades que atendiam muito melhor o usuário. Em pouco tempo o MySpace perdeu seu espaço e posteriormente foi vendido para outro grupo.

  • Yahoo

Yahoo se tornou um case para exemplificar como problemas de liderança podem acabar com o seu negócio. O Yahoo era uma empresa muito promissora ao final dos anos 90 e início dos anos 2000, chegando a ser avaliada em valores superiores a U$100 bi em 2005. Porém, uma série de decisões erradas durante os anos acabariam com seu futuro.

É difícil imaginar que o Yahoo já teve 2 oportunidade de comprar o Google e também de negociar pelo Facebook, e em ambas deixou a oportunidade passar por ambição ou por excesso de confiança em sua marca.

Hoje, tanto o Facebook quanto o Google são empresas gigantescas e absurdamente valiosas, já o Yahoo…Nem ouvimos falar.

Então como inovar?

Empresas que pararam no tempo também pararam de entregar produtos de destaque para o mercado. Produtos de destaque não são os produtos da moda, mas sim aqueles com conceitos inovadores, úteis nos dias de hoje e que caminham junto à modernidade. Mas a inovação não precisa, necessariamente, vir através de novos produtos, pode ser a maneira de se comunicar com o cliente, sua estrutura interna e os processos realizados.

É necessário, também, observar a sua concorrência de perto, mesmo que seu market share seja suficientemente maior. Seus produtos podem até ser os melhores do mercado hoje, porém, se este não é reinventado ou pensado para ser atualizado periodicamente, muito provavelmente um outro produto da concorrência pode tomar o seu lugar.

Para buscar ter destaque é necessário ter ambição, não só monetária, mas de mercado e ter energia para conquistar ainda mais market share. Algumas boas práticas para auxiliar neste processo são:

  • Estabeleça metas de curto e longo prazo

Onde você quer que sua empresa esteja daqui a 5 anos? Quanto de market share quer aumentar até o final deste ano? O que precisa fazer para abrir novas filiais do seu negócio em 2 anos?

Invista em realizar estudos de mercado profundos e em indicadores de resultado da sua empresa para poder mensurar avanços, retrocessos e projetar conquistas futuras. Sem dados analíticos e o acompanhamento periódico deles, fica mais difícil prever riscos.

Utilize ferramentas de planejamento estratégico como a ferramenta SMART, ela auxiliará no planejamento de metas estratégicas da empresa, visando transformar o planejamento em ganhos concretos.

  • Buscar entender as tendências de mercado

Não tenha medo de olhar para o vizinho! Descubra como empresas do seu segmento, dentro e fora do país, estão agindo para ampliar seus negócios e melhorar suas vendas. Analise as possibilidades de implantação destas ideias em sua empresa e coloque em prática.

Procure saber mais sobre análise SWOT (FOFA) para auxiliar a identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças relacionadas à competição de mercado. Outra alternativa é a análise de empresas inspiradoras, através de benchmarking, esta consiste em um processo de pesquisa com o fim de identificar como os produtos da empresa estão desempenhando comparados aos da concorrência.

  • Aperfeiçoe internamente sua empresa

Busque melhorar e atualizar os processos internos da empresa o tempo todo. Isso não significa mudar ou ressignificar todos os seus processos de uma vez, mas sim estudá-los e aperfeiçoá-los periodicamente.

Além disso, invista na profissionalização da sua equipe. Para estar sempre a frente é necessário muito conhecimento, por isso, invista em cursos, palestras, seminários e eventos para sua equipe estar sempre atenta às novidades de mercado.

  • Ouça sua equipe

É necessário receber feedbacks para saber se o modelo de trabalho está coerente, as ferramentas utilizadas pela equipe estão sendo úteis e se há algo para ser melhorado. É importante, também, abrir espaço para que novas ideias surjam através dos colaboradores; dar voz a eles pode trazer uma perspectiva diferente e inovadora gerando resultados incríveis no futuro.

Estabeleça a cultura de reuniões semanais ou quinzenais. No método Scrum, que já falamos por aqui, na etapa de retrospectiva, todos os membros da equipe são ouvidos a fim de realizar a melhoria contínua dos processos. E também é comum o planejamento da qualidade dos processos através do 5W2H, identificando o problema e elaborando o plano de ação para resolvê-lo até a próxima reunião.

  • Reinvente seus produtos e serviços de maior sucesso

A ideia de um produto ou serviço perene deve ser descartada, portanto, revisite suas fórmulas de sucesso a fim de encontrar uma nova perspectiva para algo que já funciona. Por exemplo: se você possui uma farmácia de manipulação, é interessante modernizar o acesso ao seu produto tornando-o mais fácil à compra investindo em um aplicativo para sua empresa e em um atendimento personalizado via chatbot ou um sistema mais interativo, onde os clientes possam solicitar suas fórmulas de forma online anexando suas receitas através de uma foto tirada por seu dispositivo móvel.

É importante ter consciência e humildade para se reinventar, ambição para crescer e estratégia para conquistar espaço. O futuro de cada empresa depende das decisões tomadas no presente, por isso, é importante aprender com os erros alheios para não cair na mesma armadilha. Inovar é a chave para se manter sempre relevante.

Inovação, Tecnologia
O AUTOR
Time de Marketing da Helpper

O marketing da Helpper é apaixonado por tecnologia e inovação! Tem como responsabilidade trazer as informações e conteúdos mais relevantes do mercado para os leitores!